Arquivo do mês: agosto 2017

55

Bem, acabo de terminar o capítulo 55 do “Tijolo” (o nome carinhoso que eu dei ao prequel). Foi um capítulo que, em certos aspectos, me deu nojo de escrever, não só visualmente mas por mostrar o quão podre alguém pode ser em busca de poder.

Depois de 100848 palavras (sim, isso tudo) e suaves 3994 parágrafos (entenderam porque tijolo?), eu posso dizer, sem medo de ser feliz, que uns 3/4 ou mais da história já estão prontos e que eu caminho já para o desfecho desse gigantesco projeto.