volume

Ó Nóis aqui traveis….

É, to sumido e peço, sinceramente, desculpas. Trabalho, lançamento do livro, obrigações profissionais, muita coisa se acumulando e eu acabo ficando enrolado um pouco. Não que isso seja desculpa para eu sumir e por isso, mais uma vez, eu peço desculpas.

Falando um pouco mais de livros, eu, desde pequeno, sempre fui um rato de livros, sempre devorei livros rapidamente e sempre ficava frustado quando uma história não acabava e eu ficava dependendo de um próximo volume a ser escrito. Isso é algo que não pretendo fazer, fiquem tranquilos caros leitores.  Mesmo que algum dia algum livro meu saia dividido em mais de um volume, sairá já com tudo escrito. Acho que é um dever de um escritor não deixar seus leitores curiosos. Se começou, tem que terminar. Ou ao menos é assim que eu penso.

Por que abordei isso? Porque recentemente, por indicação de um amigo, li os sete volumes de uma “light novel” japonesa e o autor me deixou com aga na boca para ler o final, que pode não existir porque parece que o autor teria brigado com a editora.

Quanto ao “O Retorno”, bem, não se preocupem, é volume único, a história começa e termina nele, não deixarei ninguém curioso. Quer dizer, faltam nove dias para o lançamento, certo? Então deixarei vocês um pouco curiosos com o link para a capa do livro. É só clicar aqui e visualiza-la.